sexta-feira, 26 de novembro de 2010

É humano

A gente erra quando fala demais
Erra quando se cala e deixa pra trás
O que nos pertence
Erra quando reclama do carro que a gente tem
Esquece que outro alguém nenhum desse tem
Quando você está a pé
Pode fazer exercícios
Ou de ônibus não tem estresse
Não é você quem está dirigindo

Erra quando não ama
A quem ama a gente
E quando ama demais
A quem é tão indiferente
A tudo o que a gente sente
E se dá de presente
A quem não faz questão
De nos deixar contente

Quem tem cabelo encaracolado
Quer ter cabelo liso
Quer ter cabelo cheio
Quem tem cabelo fino
Se esquece do que faz bem
Só se lembra do que faz mal
Pede privacidade depois reclama da solidão

Erra quando duvida
Quando demais acredita
Quando não tem coragem
De proteger os fracos
Erra quando magoa ou alimenta mágoa
Quando às vezes só perdoa
Depois que induziu demais a culpa
Erra quando engana e
Quando quer se enganar
Erra quando esconde ou
Quando mostra um monte
Quer o farol vermelho
Pra poder se maquiar
Quer o farol verde pois tem pressa de chegar
Se a gente não faz
Se arrepende porque não fez
Se faz e dá errado pensa que podia ter evitado

Helena Elis

Um comentário:

Quando passarem por aqui,deixem o seu comentário...Crítica sugestões ou elogios.
Ficarei bem feliz!!!

"Quase tudo é possível quando se tem dedicação e habilidade. Grandes trabalhos são realizados não pela força, mas pela perseverança."
"O segredo da felicidade é admirar sem desejar."